Parte III

Nova Era

Século XXI

O Fluminense é o clube que conquistou mais títulos de Polo Aquático na história do Brasil, até hoje. A importância de manter este registro vivo se dá pelo fato de que as origens e a evolução caminham lado a lado e fortalecem a modalidade no clube. É um histórico vivo e permanente de sucesso.

  • Foto: Sergio Moraes
  • Foto: Sergio Moraes
  • Foto: Sergio Moraes
  • Foto: Sergio Moraes

Ainda em 1997, o técnico Carlos Carvalho, também integrante do Time Olímpico de Los Angeles 84, migrou de um clube carioca para o Fluminense. O jogador da casa Raoul Cruz, filho do olímpico de 60 Everardo Cruz, também um dos mais importantes dirigentes nos esforços para o sucesso da Era de Ouro do século XX, foi um dos principais responsáveis pela vinda do 'time do Carlinhos'. Assim foi chamada a forte equipe que o acompanhou na chegada às Laranjeiras e que já trazia na bagagem os últimos três títulos nacionais. Aos jovens e veteranos tricolores que disputavam as competições, na época, se uniram os novos componentes que passaram a vestir as três cores da tradição no esporte.

  • Foto: Satiro Sodré
  • Foto: Sergio Moraes
  • Foto: Sergio Moraes

A fusão do grupo, combinada ao bom entendimento e à vontade de vencer o desafio de voltar a ser a potência no esporte, já naquele ano, mostrou que tinha tudo para dar certo. O time conquistou a primeira das numerosas vitórias que dão ao Rio o título de Capital do Polo Aquático no Brasil. De 1997 até o último Troféu Brasil, disputado em Abril de 2014, são nada menos que 27 títulos nacionais conquistados pela forte e poderosa Equipe Principal. Uma trajetória de 17 anos consecutivos, disputando finais e com pelo menos um troféu brasileiro por ano colocado na prateleira de casa.

  • Beto Seabra Foto: Sergio Moraes
  • Kiko Perrone Foto: Satiro Sodré